Movimento Plástico Transforma

O Plástico como matéria - prima

As diferentes resinas plásticas são a base da matéria-prima de diversos produtos. Materiais reciclados, geram a matéria-prima na forma de grânulos para as indústrias de transformação.

A matéria-prima plástico em grânulos.

 

Na Cadeia Produtiva do Plástico, a polimerização é quando ocorre a reação dos produtos químicos para a fabricação das diferentes resinas plásticas (PE, PP, PVC, EVA etc.). Pensando em trazer uma solução sustentável para o planeta, foram desenvolvidos também os bioplásticos, materiais originados de fontes renováveis, como, por exemplo, a cana-de-açúcar. O bioplástico entra no mesmo processo de polimerização das Indústrias de 2ª Geração. A partir de então, os diferentes tipos de resinas plásticas saem das indústrias de 2º Geração e são levadas para as indústrias de 3ª Geração (Transformadores), que vão dar cor e forma aos plásticos.

Mas, para que possa ser comercializado por essas indústrias, o material passa por extrusoras - máquinas que deixam o plástico em um estado entre o sólido e o líquido a fim de que seja forjado por uma matriz.

Essa matriz pode ter diversos desenhos. Por exemplo, no caso de fios de náilon (poliamida), a matriz dá ao plástico a forma de fibras, que são enroladas em carretéis. Ou o desenho da matriz pode favorecer a extrusão de "espaguetes", que saem da máquina e logo são cortados em seções milimétricas formando os grânulos, também chamados pellets.

Geralmente, esses grânulos são embalados em sacos de 25kg ou colocados em big-bags de 1 tonelada e, dessa forma, comercializados com as empresas de 3ª Geração, as transformadoras.

No caso do material reciclado, são as recicladoras que enviam essa matéria-prima na forma de grânulos para as indústrias de transformação. E, para transformar esse plástico granulado em uma peça final, podem ser usados diferentes tipos de processos de transformação:

Injeção: para peças com formatos complexos.

 

 

Rotomoldagem: para peças ocas e/ou côncavas, principalmente as de grandes dimensões.

 

 

Extrusão: para peças de grande extensão e são cortadas posteriormente.

 

Termoformagem: para peças côncavas de parede fina

 

Sopro: para recipientes ocos, principalmente os de pequenas dimensões

 

Quer saber mais sobre o processo de Polimerização, os tipos de resinas plásticas e suas aplicações?

Agora você já sabe #plasticotransforma

BIOPLÁSTICO

Você sabe o que é Bioplástico?

APLICAÇÕES DO PLÁSTICO

Você faz ideia de quantas soluções cada resina plástica traz para a nossa vida?