Movimento Plástico Transforma

Plástico propicia diversão com inclusão social

O plástico propicia diversão com inclusão social

 

Tendo em vista o processo de inclusão, o design de produto em diversos segmentos da indústria do plástico tem importância estratégica, trazendo inovação e diferenciação na competitividade das indústrias que desenvolvem soluções integradas de design e tecnologia.

O Senai SP possui uma rede de Núcleos Tecnológicos composta por especialistas que têm ideias de novos produtos para melhorar a vida de pessoas com necessidades especiais.

Triciclo Apuama

O design do triciclo, assim como o protótipo, foi criado e desenvolvido para o projeto Heróis sobre rodas , grupo com o objetivo de promover inclusão, conduzindo crianças com algum tipo de deficiência nas corridas de rua por meio de triciclos adaptados. “O projeto foi criado pensando não somente nos atributos estéticos do produto, mas também nos seus aspectos ergonômicos, funcionais e técnicos”, diz Fernanda Moreira, do Instituto SENAI de Inovação em Materiais Avançados (ISI) .

O plástico propicia diversão com inclusão social

 

Ela continua dizendo que “o produto é totalmente compacto, pesando apenas vinte quilos, possui um eixo central dobrável, que facilita a desmontagem do conjunto para que possa ser transportado facilmente no porta-malas do carro. O assento possui acolchoamento removível, cinto de segurança de cinco pontos e plataforma para os pés com faixas de segurança”.

O produto é totalmente único e inovador no mercado nacional, não existindo nenhum concorrente direto. A equipe técnica, de designers, engenheiros e especialistas em usinagem, composta por Guilherme Rodrigues de Carvalho Castellini, Paulo Kazuo Inoue e Flávio Rodrimar Rodrigues, faz parte de três unidades do SENAI SP, Instituto SENAI de Inovação em Materiais Avançados, escolas SENAI Armando de Arruda Pereira e SENAI Francisco Matarazzo.

O triciclo ficou em primeiro lugar no 32º Prêmio de Design do Museu da Casa Brasileira 2018, na categoria Transportes. É um reconhecimento importante para a criatividade em design do plástico no Brasil.

O plástico propicia diversão com inclusão social

 

O plástico propicia diversão com inclusão social

 

Maleta de jogos

Outros produtos desenvolvidos na instituição a partir das demandas de empresas também foram selecionados para prêmios: um tabuleiro de jogos em libras e braile e um dominó com inspiração indígena são bons exemplos de que o plástico contribui para a inclusão.

O plástico propicia diversão com inclusão social

 

O plástico propicia diversão com inclusão social

 

Colorido e formado por uma maleta e duas réguas de conteúdo, sendo uma em braile e a outra com as letras do alfabeto apresentadas em libras, braile, alfabeto português e o chamado sign writing (sistema de escrita das línguas gestuais), o brinquedo pode ser usado por pessoas com ou sem deficiência. “Neste brinquedo existe uma interação dos não portadores de deficiência com quem não consegue ver ou ouvir, por exemplo, e jogar junto”, explica a designer responsável pela criação do tabuleiro com o técnico em plásticos Herbert Soares da Silva.

A maioria dos brinquedos existentes no mercado é projetada para atender unicamente as pessoas sem deficiência ou com deficiência visual ou auditiva, podendo causar segregação e não inclusão. “Os produtos existentes no segmento de acessibilidade têm baixa durabilidade, são confeccionados com materiais precários, que sujam e se rasgam com facilidade, e não possuem boa estética”, lembra.

O design pode ser um agente promotor da qualidade de vida, melhorando significativamente as características técnicas, estéticas e principalmente funcionais dos produtos destinados para esse público. “Buscou-se por meio do design uma configuração universal, ou seja, um produto que permite a usabilidade com conforto e segurança por todas as pessoas, sem a necessidade de adaptação, visando à redução de materiais utilizados na fabricação, redução de custos e processos sustentáveis. O design atual permite que sejam criadas outras réguas de conteúdo, com outros temas, utilizando a mesma maleta”, comemora Moreira.

Dominó com impressão em relevo

Outro jogo acessível a portadores de deficiência visual é o dominó. Tradicionalmente feito de marfim, osso ou madeiras escuras, como ébano, com os pontos marcados em cores contrastantes, hoje o dominó é facilmente encontrado em uma diversidade de materiais que incluem plásticos variados.

É comum também as peças trazerem a substituição dos pontos por imagens, como os grafismos indígenas em alto-relevo, produto que também foi projetado pela designer. As peças vêm moldadas em plástico com superfícies das quais destacam-se em acentuado relevo as tramas de cestos e objetos indígenas, garantindo que deficientes visuais possam jogar com seus pares e também com quem não possui deficiência, promovendo a tão importante inclusão.

O plástico propicia diversão com inclusão social

 

O plástico propicia diversão com inclusão social

 

Embora o tema inclusão tenha ganhado relevância nos últimos anos e esteja cada vez mais presente no nosso dia a dia, ainda são poucos os produtos destinados a pessoas com deficiência. Os jogos que existem no mercado muitas vezes não são produzidos com qualidade. “O design de superfície das peças foi inspirado na cultura indígena. Em vez de números, que são tradicionalmente encontrados na maioria dos jogos de dominó, escolheu-se esse tema na tentativa de despertar o interesse das crianças, fazendo com que elas se familiarizem com esse tema tão brasileiro e importante da cultura do nosso país.

O PLÁSTICO NO CONSULTÓRIO DENTÁRIO

Você já olhou em volta durante uma consulta com seu dentista?

INOVAÇÕES DO PLÁSTICO NA SAÚDE

Graças à infinita versatilidade dos plásticos modernos e suas propriedades

ANDADORES FEITOS COM PLÁSTICO

Todos nós sabemos que o plástico faz parte do nosso dia a dia.